Obrigada pela visita.

Obrigada pela visita.

sexta-feira, 11 de março de 2016

Como se não bastasse a Dengue, Zica, Chicungunha, agora encontrei pelo Facebook matéria alertando sobre a possibilidade do Antraz.

Como se não bastasse a Dengue, Zica, Chicungunha, agora encontrei pelo Facebook matéria alertando sobre a possibilidade do Antraz.

A Homeopatia tem recursos para a bactéria que provoca o 
                                  Antraz. 
Em caso de necessidade, (espero e desejo que não 
precisemos), leve a indicação do  Dr. M. E. Douglas 
a fórmula (citada por  Nilo Cairo Dr. – pg. 
431)que se encontra  nesta publicação
 a Farmácia de Homeopatia mais próxima de sua 
residência. 
ANTRAZ - O PERIGO SE APROXIMA E 
PODERÁ ESTAR NAS RUAS, EM VÁRIOS 
LUGARES.
Parece que a situação brasileira está longe de se acomodar e não há tréguas entre os acontecimentos. 
Todos os dias temos novidades, Mas agora as coisas estão saindo do campo político e jurídico para a segurança social.

Grupos terroristas extremistas que procuram desestabilizar o governo durante as aglomerações públicas e passeatas de 13-03 
pretendem provocar comoção social esparramando no ar uma bactéria que provoca o antraz.
 O perigo é a inalação e o contato com a pele.
O antraz, também chamado de carbúnculo, é uma doença bacteriana causada pela bactéria Bacillus anthracis. 
Típica de regiões agrícolas da Ásia, África e América Latina, a transmissão da doença se dá quando esporos da bactéria penetram algum ferimento cutâneo, ou quando os mesmos são inalados ou ingeridos.
Na pele, que corresponde a 95% dos casos, a doença se manifesta como uma infecção com pus, semelhante ao furúnculo, formando posteriormente uma mancha-negra. 
No caso de inalação, provoca pneumonia, febre alta e dificuldades respiratórias, e geralmente é fatal. 
Já quando o que ocorre é a ingestão desses esporos, o paciente apresenta diarreia severa, acompanhada de náuseas, febre e vômitos com sangue, e sua taxa de óbito varia de 20% a 60% dos casos.
Existe uma vacina contra essa bactéria, mas ela é utilizada somente pelo exército norte-americano, em razão dos seus efeitos colaterais e necessidade de se receber novas doses frequentemente, durante um ano e meio.
A matéria acima está no Facebook.

LAPPA MAJOR – (BARDANA) - E SUAS DUAS FORÇAS

A PERSONALIDADE DE BARDANA




Se o mundo pensa em Antraz, a homeopatia pensa em Lappa Major.

Assim começamos a entender essa pequena homeopatia de grandes resultados e grandes perspectivas. 
Resistência, capacidade de superação, luta ávida de resolução, inteligência maior e força. Invertendo tudo isso, temos o adoecimento quando essa personalidade pouco conhecida é atingida em cheio. E olha que é difícil.






 Bardana

Seu estado preferencial são as crianças, ou a odeiam ou a amam. Bardana como mais a conhecemos. Seu efeito é interno e externo e quando pensamos em Prolapso uterino (na chamada queda de matriz), aí ela aparece, quase como uma rainha. Bardana é a força interna, a força de raiz, ela puxa pra dentro, agarra o que a pertence e ponto morto. Não se discute mais o assunto, pelo ao menos não com ela.

Eczemas de cabeça (crostas de cabeça), pescoço e face, erupções de repetição, acne simples ou mais elaborada e erisipela de repetição.
Muito usada quando se identifica dores das articulações dos dedos do pé, joelhos e artelhos.

Lappa major divide sua atuação na parte superior do corpo – ou seja, estamos falando claramente, cabeça, ou na parte inferior – mais claramente do útero pra baixo. Bardana é raiz funda e profunda. Nunca igual à Bryonia ou arnica. Lappa major, a nossa Bardana é raiz de sustentação física e cerebral.
O uso no caso da Quilúria, que seria em tradução simples e descomplicada a urina de leite, cor de leite, ela é usada com sucesso.



Mulheres e homens de pernas firmes, grossas ou musculosas. Pessoas simples com grande capacidade intelectual de observação e ação. Crianças com atitudes adultas sem perder a sua infância.
Muitos homeopatas a usaram de formulação interna e externa, sempre com sucesso, pois no seu uso externo, jamais apresentou embotamento das deficiências que aqui falamos, no caso dos eczemas, feridas, acne, erisipela e outras afecções inflamatórias da pele. 

Existe uma receita simples e descomplicada da pomada de Bardana que não apresenta grandes complicações no seu feitio e no uso, entretanto vale observar que cada indivíduo tem sua intolerâncias a uma substância ou outra, que muitas deficiências precisam de diagnóstico adequado e que não existe receita de bolo por aqui. Vale a pena lembrar também que esse tipo de creme natural (pomada de bardana) deve ser usada longe do sol, aplique a noite e provocando vermelhidão ardente lave com bastante água. Compre a tintura em lojas especializadas e com garantia de material sério.

O Dr. M. E. Douglas aconselhava a seguinte fórmula (citada pó Nilo Cairo Dr. – pg. 431) – Pomada de Bardana:

Tintura de Lappa major ..    4 partes
Glicerina .......................... 15 partes
Vaselina ........................... 41 partes

Mistura-se e aplica-se uma vez ao dia. Pode-se associar a tintura de Petroleum (1 parte)contra as frieiras e erupções úmidas da pele.


Conhecida desde a antiguidade na medicina, Lappa major nunca foi contestada ao longo dos séculos. As raízes e as folhas tenras podem ser utilizadas como alimento, podendo a raiz também ser consumida crua. Na Europa as folhas e brotos novos são consumidos como verdura e no Japão é cultivada uma variedade para produção de raízes comestíveis. Na medicina chinesa empregam-se as sementes para aliviar os males do "ar e do calor". 



No Brasil tem um crescimento vigoroso, sendo considerada uma espécie daninha em pomares e terrenos baldios no sul do Brasil. Hoje a bardana tem hoje aplicações como depurativo e cicatrizante, na maioria dos locais onde se vende produtos naturais. 

O óleo de bardana é considerado um estimulante capilar. 


Assim sendo essa personalidade costuma ser firme e resoluta. Quando perde suas referencias, perde o chão. Enfraquece o fígado e o pulmão. Chora facilmente e sofre por não conseguir se firmar.

A maioria dos estudos que temos sobre essa medicação/personalidade é retirada de referencias e usos físicos antigos. Na atualidade as observações se seguem aqui são feitas baseadas em casos a acompanhamentos. O uso na comida muda o organismo e suas reações. Sem dúvida alguma essa é uma grande personalidade, um grande medicamento homeopático e pequena é simplesmente a pouca importância que damos a ela enquanto medicação homeopática.

Homeopatas dos Pés Descalços



Maria Lopes de Andrade, Terapeuta Homeopata Metafísica ( Coordenadora de Estagio do Curso de Extensão em Homeopatia da Faculdade Federal de Viçosa- MG/ Reg: Livro 10, Nº 21615,Folha 193 v).,Participei do CBO 2000 a convite do MTE,, Ministério do Trabalho e Emprego, Terapeuta Integrativa, novo conceito da OMS (Organização Mundial da Saúde) por integrar a mente, o corpo e o espírito no tratamento das pessoas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário